Liberdade

Pensando sobre a preseça de Deus nas nossas vidas e a alegria que esta maravilhosa presença proporciona lembrei de uma frase que ouvi recentemente de meu pai:
“Entusiasmo tem uma origem grega e significa Deus….”

Confesso que perdi o interesse, eu queria que entusiasmo tivesse uma origem egocentrista, eu queria que a palavra apontasse para mim e dissesse “Tu és capaz”, eu me via como o centro do mundo, o caminho que eu trilhava era circular, a procura pelas forças para alavancar a vida entretanto não foi vã.

Após alguma pesquisa descobri o significado de entusiasmo:

“Entusiasmo (do grego en + theos, literalmente ‘em Deus’) originalmente significava inspiração ou possessão por uma entidade divina ou pela presença de Deus.”

Para leitores recentes isso pode parecer simples, mas isso me completava de tantas maneiras diferentes, essa simples palavra e sua definição demonstravam que Deus me continha, e não o contrário, eu era arrogante o suficiente para negar a existência do único ser que tem poder para fazer afirmações, essa descoberta me dava a paz suficiente para ser espontâneo e corajoso, pois eu sabia que se eu confiasse e seguisse um objetivo proposto por ele e não por mim eu seria enfim livre.

A bíblia diz, conhecereis a verdade e ela te libertará, a verdade amigos é que somos todos corpo de cristo, somos todos partes de um todo INDIVISÍVEL, quando você aceita este conceito começa a entender que se importar com o irmão ao seu lado é mais importante do que defender conceitos pautados na própria ética e própria moralidade a moralidade
que reside no mundo hoje em dia é a amoralidade.

Jesus nos proporciona a real moralidade, uma moralidade de amor fraternal e desafio constante contra o ego, e não de liberalismo e falta de auto-controle.

Espero que isso de alguma maneira os ajude a trilhar pelo caminho, e que a rota de Jesus seja bem observada pois quem convence não somos nós, é o espírito santo, o consolador enviado por Deus, nós somos todos juntos apenas um reflexo, assim como nós nos olhamos no espelho procurando os mínimos defeitos para corrigí-los na medida do possível,
aceitando-os e entendendo-os.

Seja reflexo.

Por Eliâ Melfior